História

  • A Sotecnisol foi constituída no dia 8 de Maio de 1970 como Sociedade Técnica de Impermeabiliazões.

    Naquela altura, os sistemas de impermeabilização eram muito diferentes do que são hoje: a cobertura plana tinha uma penetração residual e os isolamentos térmicos eram mais limitados e menos versáteis.
    Apesar da sua dedicação às impermeabilizações, a Sotecnisol começou desde logo a ser requisitada para executar obras de reabilitação de edifícios, desenvolvendo parcerias com variadíssimas empresas de administração de condomínios.

    Naquela altura, a necessidade de reabilitar os edifícios - nomeadamente a resolução de problemas de degradação da envolvente exterior, como infiltrações de água, desconforto higrotérmico, condensações e fissuração - assumiu grande importância no setor da construção civil em Portugal.

    A Sotecnisol surgiu, assim, como uma das principais empresas a nível nacional nessa área.

    A Sotecnisol começou por desenvolver a sua atividade na zona de Lisboa, diversificando posteriormente para o Porto, onde abriu a sua primeira delegação. Há cerca de trinta anos, foi inaugurada a delegação do Algarve, em Olhão, e há aproximadamente vinte anos foi criada a delegação de Coimbra.

    Em 1993, deu-se início ao processo de diversificação, através da criação de centros de competências autónomos:

    • Sotecnisol Coberturas & Fachadas
    • Sotecnisol Materiais
    • Sotecnisol Água & Ambiente
    • Sotecnisol Engenharia

     

    Ainda na década de 90, começámos a trabalhar em Espanha e criámos duas empresas:

    • Titsa - a primeira associada da Sotecnisol no estrangeiro
    • Sotecnisol España - detida a 100% pela Sotecnisol

     

    Em 2007 foram criadas mais duas áreas de negócio na Sotecnisol:

    • Sotecnisol Revestimentos
    • Sotecnisol Energia

     

    Desde que a empresa foi criada, em 1970, houve algumas alterações em termos de composição do capital, mantendo sempre uma grande estabilidade ao nível da liderança. O núcleo inicial de sócios abriu o capital da empresa a um conjunto restrito de colaboradores. No final da década de oitenta, os sócios mais recentes alienam as suas posições aos iniciais e a estrutura de capital volta a ser a inicial, mas com pesos distintos.

    No ano de 2004, um dos sócios fundadores aliena a sua participação, ficando a grande maioria do capital concentrada nas mãos de um dos sócios fundadores.  No dia 23 de Dezembro de 2008, foi constituída a Noteisol SGPS, para onde foram transferidas a grande maioria das participações.

    Em 2011 iniciámos o processo de internacionalização em Africa, primeiro por Angola, depois por Moçambique e mais tarde entrámos na Argélia.

    Desde Maio de 2016 que a Noteisol SGPS, da família Sá Morais Castro, detém 100% do capital da Sotecnisol.