Reabilitação de Estações de Tratamento de Águas Residuais (ETAR)

  • A Sotecnisol Engenharia dispõe de uma grande diversidade de produtos que aplica como protecção destas superfícies, que quando combinados formam excelentes soluções adequadas a cada situação, quer sejam obras novas ou reabilitações de estações em funcionamento.

    Presentemente, na sequência da imposição lógica de preservar o nosso meio ambiente, verificou-se nas últimas décadas um crescente investimento no tratamento dos efluentes residuais domésticos e industriais. Como consequência, foram e continuam a ser construídas diversas ETARs constituídas genericamente por vários órgãos em betão armado que, quando em funcionamento, estão expostos a ambientes químicos extremamente agressivos, particularmente as superfícies emersas de elementos pouco arejados.

    A impermeabilização das ETARs é uma das atividades executada pela Sotecnisol Engenharia, no entanto é importante desde já referir que na maior parte dos casos, associada à impermeabilização, está a reabilitação estrutural ou não de betão, face a este fator, é importante distinguirmos a reabilitação de estruturas deste tipo existentes e estruturas novas.

    Esta diferenciação prende-se com a sequência de trabalhos a executar de forma a garantir uma correta impermeabilização das estruturas.

    Assim, partindo de uma estrutura nova, a reabilitação de betão necessária, a nível de fissuras, problemas de betonagem, etc, é diminuta comparativamente a uma estrutura já existente e em utilização. No entanto o primeiro passo para a implementação de um sistema de impermeabilização quer com argamassas, quem com sistemas de revestimento tipo epóxi, leva a que sejam necessárias pequenas reabilitações pontuais, mas acima de tudo de uma correta preparação do suporte.

    Uma das mais valias da Sotecnisol engenharia prende-se particularmente com este pormenor, já que neste momento a Sotecnisol possui no seu parque de equipamentos, equipamentos específicos para esta atividade, bem como as equipas de pessoal associadas ao mesmo.

    Neste momento, possuímos equipamento para decapagem dos suportes, a jacto de areia, com uma versatilidade bastante elevada, visto ser um equipamento móvel e de pequenas dimensões. Possuímos também uma máquina de ultrapressão, que nos permite efetuar decapagens, até 2500 Bar de pressão a água.

    Em estruturas de maior dimensão, nomeadamente os digestores e decantadores de ETAR, tornou-se quase obrigatório a utilização da água como meio preferencial da decapagem, face à menos quantidade de resíduos resultantes, bem como ao menor tempo de intervenção, associado à remoção dos mesmos.

    Nas estruturas antigas, além de normalmente haver a necessidade de reabilitações mais profundas em termos de betão, é também mais exaustiva a decapagem do suporte, pois nestas situações, em vez de se estar a criar condições para a aderência do novo sistema de impermeabilização, tem que se remover o revestimento antigo, e simultaneamente deixar o suporte em condições para ser aplicado o novo sistema com sucesso.
    Importa também referir que, normalmente, os sistema de impermeabilização para ETAR contemplam o acabamento em materiais epóxi com elevado teor de sólidos, o que implica a necessidade da planimetria do suporte ser a melhor possível, de forma ao aspeto final não ficar comprometido.

    A Sotecnisol Engenharia tem o know-how e a capacidade de desenvolver e implementar as soluções neste tipo de sistemas de impermeabilização, respondendo desta forma, a todos os intervenientes na execução deste tipo de obras.

    Pedido de Informação