Reabilitação da Piscina Olímpica de Loulé

A reabilitação de piscinas de grande ou pequena dimensão, localizadas em zonas térreas ou nas coberturas dos edifícios, são elementos da construção que carecem de cuidados muito específicos em termos de impermeabilização.

A interface entre os sistemas de impermeabilização das piscinas e das zonas envolventes das mesmas é muitas vezes a primeira razão dos problemas de infiltrações e perdas de água. A Sotecnisol Engenharia consciente de todos os problemas que estão por trás da reabilitação de piscinas é detentora de técnicas e processos que permitem resolver estas situações. Os materiais mais utilizados neste trabalho vão desde as tradicionais membranas betuminosas, PVC, argamassas especiais, poliureias, etc.

No caso da reabilitação da piscina Olímpica da Câmara Municipal de Loulé, as perdas de água bem como os danos provocados pelas mesmas aos quais se juntava as patologias existentes nos revestimentos interiores da piscina, foram o motivo para a intervenção de reabilitação da piscina efetuada pela Sotecnisol Engenharia e sobre a qual danos algumas notas.

CARACTERIZAÇÃO DA OBRA EXISTENTE

A cuba da piscina possui dimensão olímpica 50 x 21 m, com uma altura de paramentos variável entre 1,80 m e 2,80 m, com oito pistas de competição. A estrutura foi concebida com sistema de escoamento superficial de água por caleiras finlandesas. O revestimento geral da cuba, no fundo e paredes laterais era em mosaico cerâmico liso. A estrutura possui ainda um apoio de pé situada em linha imersa e de desenvolvimento perimetral.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS PATOLOGIAS EXISTENTES

Fracturação e falta pontual do revestimento da piscina no pavimento e paredes. A betonilha de assentamento do revestimento de fundo incoerente e betumagem incorreta do mesmo. Nas paredes laterais ao longo das caleiras periféricas, abaixo e acima do apoio de pé, o sistema de impermeabilização e revestimentos tinham-se descolado do suporte, ameaçando colapso a qualquer momento. As infiltrações ocorridas durante anos descalçaram os pavimentos envolventes criando condições complexas de estabilidade dos mesmos. 

DESCRIÇÃO GENÉRICA DOS TRABALHOS

– Trabalhos no fundo da piscinaTratamento das juntas de dilatação com mástique após preparação adequada. Regularização do pavimento em zonas onde se encontravam elementos cerâmicos levantados ou debilmente aderidos. Betumagem pontual das juntas mais deterioradas.

– Trabalhos nas paredes laterais da piscinaRemoção integral dos revestimentos até ao suporte do sistema de impermeabilização. Preparações específicas, e execução de novo reboco. Adaptação das entradas e saídas de água e demais elementos ao sistema de impermeabilização “Liner” a ser instalado. Tratamento das juntas de dilatação com mástique após preparação adequada.

– Revestimento geral da piscina em PVC-P Revestimento de todas as áreas de fundo, paramentos, caleira de transbordo e patins de topo, mediante instalação de uma membrana em pvc-p com 1,5 mm. A figura 2 mostra o aspeto final da obra concluída.

CONCLUSÃO

A solução de impermeabilização “liner” é a solução ideal para este tipo de obras, porque permite a resolução de todos os problemas existentes e difíceis de solucionar com a maioria de outros sistemas de impermeabilização, além de se tornar uma solução economicamente mais vantajosa. O prazo de execução da obra é também encurtado uma vez que não são necessários tempos de espera para a cura dos materiais.